quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTISTAS DE RUA DA BAHIA


Estão abertas até o dia 20 de janeiro as inscrições para o 13º Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia, que este ano será realizado de 17 a 26 de março em Salvador, Jequié, Vitória da Conquista e Madre de Deus. Para se inscrever é necessário acessar o site www.festivalderua.com, preencher o formulário e enviar para info@festivalderua.com. Podem se inscrever artistas da Bahia, de outros estados do Brasil e do mundo inteiro.
A direção artística do Festival procura vários tipos de espetáculos nas áreas de música, mímica, acrobacia, espetáculos cômicos, ilusionismo, dança,teatro, poesia e artes plásticas.  Há diversos critérios que devem ser atendidos : as performances devem ter alta qualidade e profissionalismo e ter caráter de show de rua, com nenhuma ou pouca necessidade de aparatos técnicos, como som e iluminação; não devem precisar de palco e devem ser acessíveis ao público durante qualquer momento do show, além de contar com o elemento de “chapéu”. 
O Festival Internacional de Artistas de Rua da Bahia foi novamente selecionado, para mais três edições no estado (2017, 2018 e 2019) pelo Edital Eventos Calendarizados com Apoio Financeiro do Fundo de Cultura da Secretaria de Cultura e da Secretaria da Fazenda do Governo do Estado da Bahia.

sábado, 7 de janeiro de 2017

FESTA DA PUXADA DO MASTRO MANTÉM RITUAL E IDENTIDADE CULTURAL


A tradicional festa da Puxada do Mastro de São Sebastião, realizada anualmente em Olivença, estância turística localizada a 15 quilômetros da cidade de Ilhéus, tem um fundamento histórico na vivência do povo indígena que sempre habitou a região. Em 2017, a festividade, que hoje une diversas culturas, teve início ontem (6) e prossegue hoje e amanhã, com eventos religiosos e de cultura popular, promovidos por núcleos da comunidade nativa e pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur). 

A festa se concentra na praça principal de Olivença, hoje denominada Cláudio Magalhães, onde está situada a Igreja de Nossa Senhora da Escada, construída pelos padres jesuítas por volta do ano de 1700, e que hoje simboliza o patrimônio histórico de Ilhéus. A Puxada do Mastro de São Sebastião origina-se no Século XVII e acontece em diversas localidades, no Brasil. 

Os professores Saul Mendez Sanchez Filho e Odilon Pinto, da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), chamam a atenção para a institucionalização da festa, que passou a integrar o calendário oficial do Município de Ilhéus, após a reconhecida potencialidade popular e cultural do evento, sendo realizada no segundo domingo do mês de janeiro. 

A secular “Puxada do Mastro de São Sebastião” acrescenta um conteúdo cultural favorecendo  o turismo e a própria população local, que se deslocam para assistir e participar do evento. A festa mantém rituais indígenas e outras manifestações culturais, além de apresentações artísticas, que entretém turistas de diversas regiões do Brasil. 

Ritual – Embora tenha vários ciclos, a Festa da Puxada do Mastro se inicia com a escolha da árvore, por um grupo de machadeiros, que determina qual será o mastro utilizado naquele ano. Nos dias que antecedem ao evento, a comunidade local se dedica aos preparativos, como a ornamentação da Praça e atividades festivas paralelas. No local onde a árvore é derrubada, acontece um misto de devoção, fé e sacralidade, “onde indígenas reafirmam seus laços familiares e repassam a tradição para os mais novos. através do mastaréu, um mastro menor específico para que os adolescentes sejam iniciados na tradição, seguindo o exemplo dos adultos, desgalhando, descascando e puxando o tronco desde a mata, passando pela praia, até chegar à praça principal do antigo aldeamento jesuítico”, conta o professor Erlon Costa.

Ele ressalta que devido à nova concepção de sustentabilidade, novos rituais foram inseridos no festejo ao longo dos anos, entre eles, a prática do Poranci, antes da saída do cortejo até a mata, e o replantio de árvores no local da cepa. “Vários elementos semióticos são observados no instante da festa, folhas de árvores e cipó se tornam adereços de cabeça, pedaços de corda se tornam enfeites para o corpo na busca da memória dos antepassados, o mastro puxado pela população é arrastado pelas praias de Olivença até chegar à ladeira principal onde é aguardado por uma multidão que, ao som bandas locais, animam a festa”, relata Erlon. 

Artistas – Com o apoio das secretarias de Turismo e Cultura, a festa serve de palco para a apresentação de artistas locais e, este ano, conta com as presenças do prefeito Mário Alexandre, do vice-prefeito José Nazal, o secretário de Turismo e interino da Cultura, Roberto Lobão, além de vereadores e lideranças populares. De sexta-feira até domingo, o público poderá assistir aos shows das bandas Paulinho Xôxô e Baru Imperador, a partir das 20h30min;  no sábado, a partir das 20 horas, Som do Skulacho, A Rapazziada e Pagofunk; e no domingo,  a partir das 16h30min, as bandas Proibida, Bombadão e Tony Canabrava. 


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

ILHÉUS ENTRA NOVAMENTE NA ROTA DOS FESTIVAIS DE TEATRO DA BAHIA



Grupos teatrais do interior do estado têm até o dia 12 de janeiro para se inscrever na 2ª Edição do Polo Teatral – Festival de Teatro do Interior da Bahia. Em parceria com o Prêmio Braskem de Teatro, a iniciativa tem como proposta fomentar a produção teatral em municípios do interior baiano. Serão selecionados 12 espetáculos para integrar a programação do festival, que será realizado entre os dias 14 de fevereiro e 19 de março, nas cidades de Ilhéus, Juazeiro e Camaçari.

O projeto tem o patrocínio da Braskem através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e realização da Polo Cultural e Ministério da Cultura - Governo Federal. As inscrições podem ser feitas por companhias, produtoras, grupos ou artista independente, titular de um espetáculo teatral do interior, por meio do site www.poloteatral.com.br/inscricao. Os critérios e regulamento para participação no projeto estão disponíveis no edital e podem ser consultados no site www.poloteatral.com.br/edital.

O resultado da seleção será divulgado exclusivamente no site do festival (www.poloteatral.com.br) até o dia 20 de janeiro de 2017. Dentre as 12 montagens selecionadas, as cinco melhores serão indicadas ao Prêmio Braskem de Teatro, onde disputarão na categoria Espetáculo do Interior da Bahia. “Esse é o único Festival de Teatro voltado estritamente às variadas produções dessa área do interior baiano, promovendo a partir daí a criação de uma categoria específica no Prêmio Braskem de Teatro. Nosso desejo é reconhecer a participação do maior número de territórios de identidade possível nessa segunda edição, para que tenhamos um processo de seleção bem abrangente e máxima representação das diferentes regiões de nosso Estado”, afirma o ator, diretor e artista visual Fernando Marinho, curador do Festival.

Polo Teatral – Lançada em 2015, a primeira edição do Festival de Teatro do Interior da Bahia foi realizada nas cidades de Camaçari e Dias D’Ávila. Doze espetáculos foram escolhidos por uma Comissão de Seleção composta por três integrantes de reconhecido mérito nas artes cênicas. As cinco melhores montagens indicadas ao Prêmio Braskem de Teatro, na categoria especial Espetáculo do Interior da Bahia, foram Algaravias – O Marujeiro da Lua (Jequié), Exu, a Boca do Universo (Alagoinhas), Gonzaga – Do nascente à Foz (Paulo Afonso), Maria Minhoca (Feira de Santana) e O Circo Soleinildo (Vitória da Conquista). O Algaravias – O Marujeiro da Lua conquistou o prêmio da categoria. Além de apresentações gratuitas, o evento também promove mesas redondas, palestras, oficinas e máster classe.

Serviço:
O quê: Inscrição para a 2ª Edição do Polo Teatral – Festival de Teatro do Interior da Bahia
Data: Até dia 12 de janeiro de 2017
Informações: www.poloteatral.com.br/edital / (713333-3526 / contato@polocultural.art.br;



domingo, 18 de dezembro de 2016

GESTÃO, CONSELHO E COMUNIDADE CULTURAL

Imagem meramente ilustrativa

Em que situação se encontra a institucionalização da cultura no Município de Ilhéus? Quais foram as principais reivindicações do Conselho Municipal de Cultura em suas duas gestões? Quais os projetos estruturantes que foram desenvolvidos pela Secretaria de Cultura do Município? Qual foi o conceito de Cultura adotado pelo secretário da pasta ao longo deste quadriênio? Quais foram os recursos acumulados pelo Fundo Municipal de Cultura? Onde foram usados estes recursos? De que forma foram usados? O que pensa alguns produtores culturais sobre a política cultural adotada no Município? O que está travado? O que precisa avançar?  O Plano Municipal de Cultura dialoga com a classe artística? Como estão organizados os fazedores de Cultura de Ilhéus?

Estes e outros questionamentos pretendemos responder no Diagnóstico sobre a Cultura do Município de Ilhéus que deverá ser disponibilizado até final de janeiro. Nele serão apresentados os números da cultura em Ilhéus e sugestões pragmáticas para curto, médio e longo prazo para a próxima gestão. O trabalho será feito em parceria com o Conselho Municipal de Cultura, organizações da sociedade civil e artistas independentes preocupados com a gestão cultural.

Política pública de cultura é "resultado de um conjunto de acordos sociais e políticos sobre os objetivos e necessidades que deve atender". O tratamento político que o governo dá à Cultura resulta do debate público sobre o sentido da ação do Município.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

PRÊMIO CAYMMI DE MÚSICA PRORROGA INSCRIÇÕES ATÉ 20 DE DEZEMBRO

Foto: Tati Freitas

O Prêmio Caymmi de Música, que chega na sua 2ª edição com o mote 'Música em Movimento' e irá celebrar os 50 anos da Tropicália, prorroga suas inscrições até terça-feira (20). Dedicado aos novos artistas da música da Bahia, a premiação é aberta a todos os artistas baianos ou que residam no estado há pelo menos três anos. As inscrições podem ser feitas pelo http://www.premiocaymmi.com.br/

O Prêmio conta com as seguintes categorias principais: 'Música (Canção e Instrumental)', 'Show' e 'Videoclipe'. Já entre as subcategorias estão: 'Música - Intérprete Vocal', 'Intérprete Instrumental', 'Arranjo e Produção Musical'; em 'Show - Intérprete Masculino', 'Intérprete Feminina', 'Instrumentista, Direção Artística', 'Direção Musical', 'Destaque Técnico', 'Banda/Grupo/Orquestra', 'Produção e Revelação'; em 'Videoclipe – Direção', 'Fotografia, Produção e Roteiro'.

Com direção geral de Elaine Hazin e direção artística de Márcio Meirelles, a 2ª edição do Prêmio Caymmi de Música traz também direção musical assinada a quatro mãos pelos músicos João Meirelles e Ronei Jorge. A realização conta com o patrocínio do Governo do Estado, através da lei de incentivo fiscal Fazcultura.

FAZCULTURA - Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.

Fonte: Ascom/SecultBA

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

BRASIL DE TODAS AS TELAS ANUNCIA INVESTIMENTOS EM NOVOS PROJETOS


A Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram nova lista de projetos para cinema e a televisão que receberão investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas. São nove projetos no total: oito longas-metragens para as salas de cinema, sendo uma animação, e uma série de ficção para televisão por assinatura. Juntos, receberão cerca de R$ 14,3 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Pela Chamada Pública Prodecine 02, na qual as distribuidoras apresentam projetos para produção de longas-metragens, foram cinco contemplados: Boa sorte velho, de José Alvarenga, apresentado pela Downtown Filmes; A vida sexual da mulher feia, de Vicente Amorim, apresentado pela Paris Filmes; O livro dos prazeres, de Marcela Lordy, Princesa adormecida, de Cláudio Boeckel; e Cinderela pop, de Cláudio Boeckel, sendo os três últimos projetos apresentados pela Vitrine Filmes.

Já a Chamada Pública Prodecine 04/2013, que investe na complementação de recursos, selecionou a animação A cidade dos piratas, de Otto Guerra.
A operação também contemplou um projeto destinado à grade de programação das TVs por assinatura. Pela Chamada Pública Prodav 01/2013, foi selecionada a série Colônia, de André Ristum, que será exibida no Canal Brasil. 

Já pela Chamada Prodecine 03/2013, que disponibiliza recursos para a fase de comercialização da obra, foram selecionados os filmes Rifle, de David Pretto, e Mulher do pai, de Cristiane Oliveira, ambos com distribuição da Vitrine Filmes.  

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

COMUNIDADE TIA MARITA E SDS REALIZAM APRESENTAÇÃO FINAL DO PROJETO TEATRO JOVEM

 "Através do teatro, eles podem vencer a timidez, encontrar uma profissão e buscar novos caminhos para transformar a realidade em que vivem".


Na tarde da última terça-feira (29), no Teatro Municipal de Ilhéus, crianças e adolescentes que participam do projeto Teatro Jovem, apresentaram esquetes, encenações, música, dança e contou com a participação do ator José Delmo. O projeto, que é desenvolvido ao longo do ano nos bairros e distritos da cidade, é realizado no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). As apresentações contaram, em sua maioria, estórias sobre os bairros e distritos de Ilhéus, de forma clara e lúdica para os espectadores.




O projeto foi iniciado em 2013, através de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) e a Comunidade Tia Marita. O objetivo principal é oportunizar aos jovens que estão em vulnerabilidade social o resgate da autoestima. Através do teatro, eles podem vencer a timidez, encontrar uma profissão e buscar novos caminhos para transformar a realidade em que vivem. O evento foi prestigiado pelos familiares e amigos dos jovens, funcionários da SDS e do vereador Jamil Ocké. Para o secretário da pasta, Kácio Brandão, “ao ver crianças e adolescentes vencendo barreiras, podemos ver a importância do trabalho realizado pela nossa secretaria”. 


Em suas atividades o Cras promove a criação de grupos de convivência para idosos, crianças e gestantes no bairro em que está instalado, atendendo também indivíduos e famílias de bairros do seu espaço de abrangência. Em Ilhéus, as unidades do Cras podem ser encontradas nos bairros Nossa Senhora da Vitória, Barra, Olivença, Teotônio Vilela e Banco da Vitória e sua extensão no Salobrinho. 

Já o Creas Medidas Socioeducativas, (MSE) oferta atendimento psicossocial para os adolescentes, além de várias oficinas, como teatro, xadrez, espiritualidade, sexualidade, meio ambiente, entre outras. Os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas chegam ao Creas MSE através de encaminhamento da Vara da Infância.


O serviço segue as regras estabelecidas pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), Lei nº 12594/12, e trabalha com equipe multidisciplinar, cujo objetivo é a implementação de políticas públicas especificamente destinadas aos adolescentes e suas famílias. São ofertados no Creas MSE oficinas de espiritualidade, futebol, reforço escolar, sexualidade, artes, cidadania, identidade e aulas do programa Todos Pelas Alfabetização (TOPA) para os adolescentes que cumprem Liberdade Assistida (LA) e Prestação de Serviço Comunitário (PSC). O programa oferece cursos que visam gerar renda e lucratividade para estes adolescentes. 

Fonte: Luciane Nascimento/ Assessoria Comunicação SDS

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

PROJETOS REALIZADOS VIA LEI ROUANET QUE TIVERAM CONTAS REPROVADAS TERÃO QUE DEVOLVER DINHEIRO


O Ministério da Cultura publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (28) lista com três projetos realizados via Lei Rouanet que tiveram a prestação de contas reprovada. No total, os projetos terão que devolver ao erário, via depósito na conta do Fundo Nacional de Cultura (FNC), o valor de R$ 752.615,58. O valor a ser restituído corresponde ao valor total que foi reprovado, acrescido da atualização pelos índices da caderneta de poupança. Os projetos (um de música e dois de artes cênicas) haviam captado R$ 658.397,33. A relação dos proponentes inabilitados pode ser consultada no Diário Oficial da União.  

Entre as razões para a reprovação de contas estão o descumprimento do objeto ou objetivo, o descumprimento do plano básico de divulgação, a omissão da prestação de contas e a falha na análise financeira. A partir da publicação da lista no DOU, o proponente tem o prazo de 10 dias para impetrar recurso administrativo contra a reprovação das contas. Caso não apresente recurso, o proponente terá que recolher o valor impugnado ao FNC em 30 dias, podendo solicitar o parcelamento do valor devido em até 12 vezes. O pagamento é feito via Guia de Recolhimento da União.

Uma vez esgotado o prazo para recurso, a sanção administrativa será estritamente cumprida. Os proponentes que tiverem a prestação de contas reprovada, em definitivo, recebem a sanção administrativa de inabilitação por três anos. A inabilitação será registrada na base de dados do Salic e servirá de parâmetro de consulta da regularidade do proponente junto ao Programa Nacional de Incentivo à Cultura (Pronac), conhecido como Lei Rouanet. 

Além da aplicação de restrições ou sanções administrativas, a inabilitação do proponente resultará na impossibilidade de autorização para captação de recursos, devendo suas propostas ou projetos culturais serem cancelados e arquivados na fase em que se encontrarem, caso ainda se encontrem pendentes de autorização. Os projetos que estiverem em execução não poderão ter os prazos de captação prorrogados e nem poderão captar novos patrocínios ou doações. O proponente ainda fica impossibilitado de receber recursos decorrentes de outros mecanismos do Pronac, conforme a Instrução Normativa nº 1, de 2013.

Assessoria de Comunicação 
Ministério da Cultura


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS NO  FESTIVAL RECIFE DO TEATRO NACIONAL


Foto: Andrea Rocha

O grupo Teatro Popular de Ilhéus viajou esta semana, rumo a Recife, onde participará da 18ª edição do Festival Recife do Teatro Nacional, que traz ao público pernambucano dezessete espetáculos de companhias de seis estados brasileiros. 

Único grupo da Bahia a participar do Festival, o Teatro Popular de Ilhéus apresentará duas peças: “Medida Por Medida” (uma comédia baseada na obra de William Shakespeare) e o divertido “Teodorico Majestade – As Últimas Horas de Um Prefeito”, que completa nesta semana 10 anos em cartaz.

As apresentações do Teatro Popular de Ilhéus acontecem no sábado (26) e domingo (27), sempre às 20h30, no Teatro Luiz Mendonça.  

O Teatro Popular de Ilhéus é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

OFICINAS DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA E ARTÍSTICA EM ARTES CÊNICAS SERÁ REALIZADA EM SALVADOR E VITÓRIA DA CONQUISTA

Em parceria com a Fundação Nacional das Artes (Funarte), a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), através da Diretoria de Espaços Culturais (DEC), viabiliza a realização de oficinas, em Salvador e em Vitória da Conquista, do Programa de Oficinas de Capacitação Técnica e Artística em Artes Cênicas, que tem por objetivo qualificar profissionais que se interessam por investigar seus próprios processos estéticos e para quem trabalha na área de produção e gestão cultural. As inscrições são gratuitas e estão abertas até 25 de novembro, através de formulário disponibilizado no blog www.espacosculturais.wordpress.com. As vagas são limitadas e será feita seleção dos participantes a partir das informações dadas no preenchimento da inscrição.


Em Salvador, o Centro Cultural Plataforma recebe a Oficina de Honestidade Artística, facilitada por Jorge Alencar, artista que atua nos campos da dança, cinema, teatro, curadoria, escrita e educação. A proposta consiste no desejo de acessar as pulsões e fantasias artísticas mais íntimas de cada participante. Em conversas francas e práticas de composição performativa, a oficina estimula um processo de autoescavação criativa, problematizando certos pares de oposição como profundo versus superficial, arte versus entretenimento e profissional versus amador. A oficina é voltada para artistas das diversas áreas, que desejem performar independentemente de suas habilidades específicas. As aulas acontecerão entre os dias 28 de novembro e 2 de dezembro, das 18h às 22h, com certificado de 20 horas.
Já a comunidade cultural ativa ao redor do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, pode participar da oficina de gestão e produção cultural O Avesso da Cena, ministrada pelo gestor cultural e membro dos conselhos gestores do Galpão Cine Horto e da Casa do Beco, Romulo Avelar (FOTO). Avelar é autor do livro de mesmo nome da oficina, que coloca em foco o emaranhado técnico, administrativo, financeiro e político que dá suporte à cena cultural brasileira. A formação tem como objetivo estimular o empreendedorismo, discutir a sustentabilidades dos grupos locais e incentivar o desenvolvimento de ações coletivas e colaborativas. Seu público-alvo são atores, produtores e gestores culturais, como também estudantes de artes cênicas, comunicação, administração e direito. As aulas se iniciam no dia 8 e vão até 11 de dezembro, das 14h às 19h, também com certificado de 20 horas.
Para os artistas, esta é uma oportunidade de promover um intercâmbio de conhecimentos e experiências. São ações que promovem encontros e aproximam vivências diversas para o campo das artes cênicas em todas suas modalidades, além de garantir um processo de qualificação da comunidade artística local em diálogo com perspectivas mais diversas.
No formulário de inscrição, além das informações básicas, o candidato deverá incluir seu currículo, como também uma carta de intenções. O resultado da seleção será divulgado no dia 28 de novembro. Para mais informações, contatar a DEC através do telefone (71) 3103-3278, ou pelo e-mail diretoria.espacos@cultura.ba.gov.br.