segunda-feira, 24 de setembro de 2018

CONVITE


A Secretaria Municipal da Cultura, a Comunidade Tia Marita, a Pró-Reitoria de Extensão da UESC e o SEBRAE têm a grata satisfação de convidar Vossa Senhoria para a abertura do II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais: Diversidade e Patrimônio com a palestra “Cultura e Diversidade Em Tempos Sombrios”, com o Prof. Dr. Albino Rubim, a ser realizada no dia 28 de setembro, sexta-feira, às 19h, no Teatro Municipal de Ilhéus.
Sua presença é indispensável.
Pawlo Cidade
Secretário Municipal da Cultura
Fernando Reis
Coordenador do II Seminário

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TUDO PRONTO PARA O II SEMINÁRIO GESTÃO, CONSELHO E POLÍTICAS CULTURAIS

Eloah Monteiro fará gravação do seu primeiro DVD durante o Seminário

A programação do II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais ganhou um reforço especial com o show da Banda Quente e Eloah Monteiro, na Praça Dom Eduardo, às 17h. No mesmo horário, no foyer do Teatro Municipal de Ilhéus será lançado DVD da "I Caminhada pela paz contra a intolerância religiosa", coordenada por Silvandira Caldeira, da Renafro. Em seguida, às 19h, o doutor Albino Rubim sob ao palco do Teatro Municipal de Ilhéus para proferir a palestra "Cultura e Diversidade em tempos sombrios" e no encerramento da noite, às 20h30, o lançamento do livro "Manual do Conselheiro de Política Cultural", de Pawlo Cidade.

Acompanhe toda a programação do Seminário clicando aqui.

João Carlos, Diretor Geral do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia - IPAC - já confirmou presença e estará representando a Secretária Estadual da Cultura Arany Santana. O diretor geral da Fundação Pedro Calmon também é presença garantida. Ambos participarão da Roda de Conversa com o tema "Diversidade e Patrimônio", sobre a coordenação de Claudiana Figueiredo e com a participação especial de Carol Érika da Faculdade Madre Thaís, na manhã do dia 29, às 9h.

Na tarde do dia 29 (sábado), duas rodas de conversa prometem esclarecer muitas dúvidas sobre políticas públicas e gestão cultural na prática. Às 14h00, Kátia Costa e Ana Vaneska são peças fundamentais com Alexandre Barbalho, do Ceará para falar sobre "Diversidade e Políticas Culturais". Em seguida, Pawlo Cidade, coordenador do Seminário e atual Secretário da Cultura de Ilhéus, ao lado de Emílio Tapioca, sob a direção do pró-reitor de extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz, Alessandro Fernandes falam sobre "Gestão Cultural na prática: Desafios e Ad(i)versidades". E para encerrar a noite, o Teatro Popular de Ilhéus faz um teaser do seu mais novo espetáculo "Uma certa mãe coragem".

Por fim, na manhã do dia 30, no domingo, José Márcio Barros e Cesar Siqueira Bolaño, sob a batuta do coordenador Fernando Reis fecham o seminário com o tema: "Diversidade, Gestão e Formação: Desafios, políticas e estratégias".

As inscrições online se encerram dia 20/9. Mas você ainda pode se inscrever presencialmente no dia 28/9, a partir das 15h, no Teatro Municipal de Ilhéus.

Acesse mais informações sobre o Seminário acessando a página oficial : https://gestaodacultura.blogspot.com/





sexta-feira, 14 de setembro de 2018

“MANUAL DO CONSELHEIRO DE POLÍTICA CULTURAL” SERÁ LANÇADO DURANTE II SEMINÁRIO GESTÃO, CONSELHO E POLÍTICAS CULTURAIS


O livro “Manual do Conselheiro de Política Cultural”, do escritor e ativista cultural Pawlo Cidade será lançado durante o II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais: Diversidade e Patrimônio, no dia 28 de setembro, às 20h30, na Galeria do Teatro Municipal de Ilhéus. No livro, o autor destaca a finalidade do Conselho Municipal de Política Cultural, que deve estar atento ao funcionamento, articulação, gestão e estruturação dos Sistemas de Cultura.

“A proposta do livro é ressaltar o papel do Conselheiro de Cultura, através dos diversos Conselhos, na promoção de ações e programas que atendam às demandas da comunidade, a fim de estimular o desenvolvimento cultural e fortalecer a história do seu município”, pontua Pawlo Cidade.

Pawlo Cidade, que também exerce a função de secretário da Cultura de Ilhéus, enfatiza que a participação da sociedade é fundamental durante a construção desse processo. “A secretaria tem promovido ações contínuas por meio de editais, a fim de despolitizar o acesso à cultura e democratizar os recursos destinados ao segmento cultural do município”, encerra.

Pawlo Cidade é pedagogo e pós-graduado em Gestão Cultural. Atualmente exerce a função de secretário Municipal da Cultura de Ilhéus. Pawlo também é membro da Academia de Letras de Ilhéus. Foi presidente do Conselho Municipal de Cultura de Ilhéus (2012) e membro do Conselho Estadual de Cultura (2014-2017). É autor do livro Como Transformar a Cultura em um Bom Negócio; dos artigos A difícil arte da implantação do Sistema Municipal de Cultura e Conselheiro Municipal de Política Cultural; dos livros infanto-juvenis Mistério na Lama Negra, O Tesouro Perdido das Terras do Sem Fim, O Caminho de Volta; do romance O Santo de Mármore; da dramaturgia A Casa de Santinha; entre outros.

Durante a cerimônia de lançamento do livro haverá um momento de diálogo sobre a obra. A publicação é da Editora A5. O livro contém 104 páginas e cada exemplar custará R$ 30.

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

ILHÉUS RECEBE UM DOS MAIORES FESTIVAIS DE DANÇA CONTEMPORÂNEA DO BRASIL


O Teatro Municipal de Ilhéus sedia o 7º Festival de Dança Itacaré, nesta segunda-feira (10), com apresentações gratuitas dos espetáculos “A Morte do Cisne” (Cia Dita, Fortaleza) e “Mariana, a História que se Perdeu” (A-rrisca Cia da Dança, Ilhéus), às 19 horas e 19h30, respectivamente. Na terça-feira (11), o público será brindado com a montagem “Tamanho Único”, do Balé do Teatro Castro Alves, de Salvador, convidado especial da curadoria do evento.

Na etapa de Ilhéus, o público poderá participar da oficina “Percussão e Movimento Consciente através da Dança”, com Sueli Guerra, dias 10 e 11, das 9 às 11 horas, na sede da A-rrisca Cia. de Dança, localizada no Jardim Pontal. Inscrições e programação completa estão disponíveis no site do festival (festivaldedancaitacare.com.br).
Grupos e artistas de todo o Brasil seguem depois para Itacaré, onde serão realizadas, de quarta-feira a domingo (12 a 16), apresentações, oficinas, instalações, palestras, documentários e intercâmbio de vivências com as comunidades locais, todas gratuitas. A programação acontece no Centro Cultural Porto de Trás e outros locais da cidade.
O Festival de Dança Itacaré é realizado pela Comunidade Tia Marita, com o apoio institucional da Casa Ver Arte e o apoio financeiro do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

PARCERIA COM O CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO CULTURAL DA UESC FORTALECE SEMINÁRIO


Torre Administrativa/UESC

"A parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz, através do curso de especialização em Gestão Cultural dinamiza o cenário na região e discute estratégias para melhorar o gerenciamento de projetos e políticas no campo da Cultura e da Arte",

A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria Municipal da Cultura, promoverá de 28 a 30 de setembro o II Seminário de Gestão, Conselho e Políticas Culturais: Diversidade e Patrimônio. A iniciativa conta com o apoio da Universidade Estadual de Santa Cruz, do Fórum de Agentes, Empreendedores e Gestores Culturais do Território Litoral Sul da Bahia (FAEG-SUL) e do SEBRAE.

O secretario municipal da Cultura, Pawlo Cidade, explica que o encontro visa fortalecer as políticas públicas como forma de incentivo à cultura. “O seminário é uma rede de parceria entre órgãos, instituições e a sociedade civil. Através dessa ação é possível compreender noções básicas de fomento à cultura, como planejamento, pesquisa, gestão, e avaliação de propostas no âmbito”, enfatiza.

"A parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz, através do curso de especialização em Gestão Cultural dinamiza o cenário na região e discute estratégias para melhorar o gerenciamento de projetos e políticas no campo da Cultura e da Arte", salienta o coordenador do curso Fernando Oliveira.  

O seminário é direcionado para profissionais que promovem ações no âmbito cultural, lideranças da sociedade civil, representantes de órgãos do governo e pessoas interessadas no assunto.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 15 de setembro através do link abaixo. O número de vagas é limitado.


segunda-feira, 3 de setembro de 2018

SECRETARIA DA CULTURA LANÇA EDITAL PARA FORTALECER A CAPOEIRA EM ILHÉUS


Mestres, contramestres ou grupos de capoeira de Ilhéus já podem inscrever projetos para o edital Manoel Barreto, a partir desta quinta-feira (30). O chamamento público é um concurso promovido pela Secretaria Municipal da Cultura (Secult), com o objetivo de selecionar propostas para o desenvolvimento da capoeira em diversos bairros e distritos de Ilhéus, organizar as solicitações e a distribuição de recursos financeiros. A inscrição fica aberta até 15 de outubro e os projetos podem ser executados entre janeiro e fevereiro de 2019. Serão contemplados 10 grupos, com prêmios de R$ 2,5 mil.
Segundo o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade, o edital baseia-se em princípios para garantir a simplificação, ampliação e descentralização da distribuição de recursos para a capoeira de Ilhéus. “Contempla atividades como batizados e troca de cordões, aquisição de materiais, realização de ações de formação (seminários, oficinas, cursos) e outras formas de criação e apresentação que propiciem o acesso à capoeira”, enfatiza.
Pawlo Cidade destaca a capoeira como uma representação cultural que mistura esporte, luta, dança, cultura popular, música e brincadeiras. Está presente em inúmeros bairros e distritos de Ilhéus. “O Plano de Ações Estratégicas da Cultura, da Secult, também chamado de Cultura 500, aponta questões e proposições sobre a importância simbólica, cidadã, econômica e estratégica da cultura. Sua capacidade de otimizar as engrenagens da economia de Ilhéus, seja pela sua transversalidade, sua multiplicidade, e pelo seu poder criativo”, disse.
Quem é – Manoel Barreto de Oliveira (Mané Barreto) nasceu em Malhador (Sergipe), em 26 de janeiro de 1930. Foi portuário desde os 18 anos de idade, e se tornou um dos precursores da capoeira na beira do cais, organizando rodas, sobretudo nos terreiros de candomblé. Mané foi de um tempo em que a capoeira tomava conta das ruas de Ilhéus. Casou-se com Maria Soledade Cardoso (dona Maricota), com quem teve nove filhos. Dois seguiram a trajetória do pai e se tornaram mestres de capoeira: Dui Barreto e Santos Barreto e um contramestre Chico Barreto. Morreu em 8 de dezembro de 1988, dia da padroeira dos capoeiristas, Nossa Senhora da Conceição. O edital Manoel Barreto homenageia o mestre Mané Barreto por sua história e tradição na capoeira de rua de Ilhéus.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

"A MORTE DO CISNE" ABRE O FESTIVAL DE DANÇA ITACARÉ EM ILHÉUS


Espetáculo “A Morte do Cisne” abre programação do 7º Festival de Dança Itacaré
Programação do 7º Festival de Dança Itacaré terá espetáculos, oficinas e palestras gratuitas

A Cia Dita, de Fortaleza, abre a programação do 7º Festival de Dança Itacaré, com o espetáculo “A Morte do Cisne”, dia 10 de setembro, 19 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus. Logo depois, sobe ao palco A-rrisca Cia. de Dança, às 19h30, com a montagem “Mariana, a História que se Perdeu”. 
No dia 11, o Balé do Teatro Castro Alves, convidado especial da curadoria, apresenta “Tamanho Único”, também no Teatro Municipal de Ilhéus, 19 horas, com entrada gratuita. Depois, artistas e produção seguem para Itacaré, onde acontecem oficinas, espetáculos e palestras, de 12 a 16 de setembro. A programação completa está disponível no site do evento (festivaldedancaitacare.com.br).
O 7º Festival de Dança Itacaré oferece, além dos espetáculos artísticos, atividades gratuitas de formação – oficinas, palestras e encontros – em Ilhéus e Itacaré, durante toda a programação. Na etapa de Ilhéus, o público poderá participar da oficina “Percussão e Movimento Consciente através da Dança”, com Sueli Guerra, dias 10 e 11, na sede da A-rrisca Cia. de Dança, localizada no Jardim Pontal. As inscrições já estão disponíveis no site do festival.
Documentário, palestras e oficinas - De quarta-feira a domingo (12 a 16), as atividades de formação serão realizadas em diversos espaços de Itacaré. O Estúdio Armondes recebe o Coletivo Ponto Art, que ministra a palestra “Resiliência do Corpo-História”, dia 11, às 16 horas e apresenta o documentário “Voz sem Medo”, dia 12, às 16 horas. E ainda sedia o encontro “Parceria, Continuidade, Circulação e Dança”, com Jacson Santos, Janahina Cavalcante e Matias Santiago, dia 13, às 16 horas. 
Na quadra da Pituba, acontece a oficina “Dança e Bicicletas”, com João Rafael, de quinta a domingo (12 a 16), sempre 16 horas. Na Pousada Ilha Verde, o Balé Jovem de Salvador conduz a oficina “Dança Popular”, dias 12 e 13, das 14 às 16 horas e o coreógrafo Joubert Arrais ministra as palestras “Como Existir Dançando?”, dia 13 e “Toda Dança para Toda Crítica?”, no dia 14. Ambas, das 9 às 12 horas.
A programação dos espetáculos que acontecerão no Centro Cultural Porto de Trás será divulgada nos próximos dias. O Festival de Dança Itacaré é realizado pela Comunidade Tia Marita, com o apoio institucional da Casa Ver Arte e apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura.

Atenciosamente,
Vera Rabelo - Assessora de Comunicação
73-98809.1730 (Oi/WhatsApp) - 73 99168.6320 - Tim

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O CURSO DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS

Imagem meramente ilustrativa

O II Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais: Diversidade e Patrimônio também estará promovendo um Curso de Elaboração de Projetos Culturais com Juliana Machado. Ela é bacharela em Comunicação Social (UFJF) e especialista em Projetos Culturais (MinC/FGV); parecerista credenciada pelo Ministério da Cultura/SAV desde 2014. Atualmente é co-proprietária do Estúdio Armondes, em Itacaré - Bahia.

A primeira parte da oficina abordará o tema Produção Cultural: quem é o produtor cultural e quais os desafios da produção cultural?  A segunda parte da oficina abordará o conceito e as etapas de um Projeto Cultural utilizando as funcionalidades da matriz de estrutura lógica ou Marco lógico. "A ideia é abordar o projeto cultural a partir de duas perspectivas: a de quem elabora e a de quem analisa e avalia o projeto", diz Juliana Machado.

Acesse www.gestaodacultura.blogspot.com e se inscreva.

domingo, 5 de agosto de 2018

INSCRIÇÕES PARA O SEMINÁRIO GESTÃO, CONSELHO E POLÍTICAS CULTURAIS JÁ ESTÃO ABERTAS


O professor Albino Rubim fará a conferência de abertura com o tema "Cultura e Diversidade em tempos sombrios"

A segunda da edição do Seminário Gestão, Conselho e Políticas Culturais será mais uma vez na última semana de setembro. Agendado para os dias 28, 29 e 30, no Teatro Municipal de Ilhéus, já tem a confirmação de grandes nomes das políticas culturais no Brasil. São eles: Albino Rubim (SSA), José Márcio Barros (BH), Alexandre Barbalho (CE), Cesar Bolaño (SE), João Carlos (BA) e Zulu Araújo (BA). 

O seminário também terá a participação de Daniele Canedo (UFBA) e Kátia Costa (Observatório da Diversidade). A coordenação deste ano recebeu um reforço do professor e doutor Fernando Oliveira, vice-diretor do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz e Coordenador de Pós-graduação em Gestão Cultural.

A Universidade Estadual de Santa Cruz, através da Pró Reitoria de Extensão.será parceira do evento, assim como a Secretaria Municipal da Cultura de Ilhéus.

As inscrições para o seminário são gratuitas, porém limitadas. 



FAÇA AQUI SUA INSCRIÇÃO

SETEMBRO TEM UM DOS MAIORES FESTIVAIS DE DANÇA CONTEMPORÂNEA DA BAHIA



O Festival de Dança Itacaré, que acontece de 10 a 16 de setembro, no Teatro Municipal de Ilhéus e Centro Cultural Porto de Trás, em Itacaré, chega à sétima edição como um marco do calendário das artes da Bahia e um dos mais importantes da dança brasileira. O evento consolida a resistência cultural da comunidade remanescente quilombola do Porto de Trás, no antigo atracadouro da foz do Rio de Contas, que preserva e mantém ativa diversas tradições populares. É realizado pela Comunidade Tia Marita, com o apoio institucional da Casa Ver Arte e apoio financeiro do Governo do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura.

A edição 2018 comemora os dez anos de criação do festival, com direção artística da coreógrafa Verusya Correia e curadoria composta por Arionilson Sá (Xixito), Carla Mussolin, Flávia Couto, Magno Rocha (Miquiba) e Valmilson do Nascimento (Péricles). Este ano, registrou número recorde de inscrições, somando um total de 80 propostas artísticas, entre espetáculos, oficinas, intervenções e performances, dos quais foram selecionados 11 espetáculos (segue lista abaixo), de diversas partes do país, além de oficinas, intervenções e performances

Em 2017, envolveu 66 pessoas, entre bailarinos, palestrantes e oficineiros, de Salvador, Itacaré, Valença, Curitiba, Ipatinga, Belo Horizonte, Goiânia, Paraíba, Fortaleza e Ilhéus, inclusive com a participação do Balé do Teatro Castro Alves. Durante sete dias, o festival apresentou 12 espetáculos de dança contemporânea, rodas de conversas e oficinas sobre questões essenciais das políticas públicas e produção cultural do setor.


Programação

10 e 11 de setembro de 2018 (Teatro Municipal de Ilhéus)
     1. A MORTE DO CISNE
CIA. Dita - Fortaleza/CE
2. MARIANA – A HISTÓRIA QUE SE PERDEU
A-rrisca Cia. de Dança - Ilheús/BA
Itacaré/BA
12 a 16 de setembro de 2018 (Centro Cultural Porto de Trás, Itacaré)
3.    A CADEIRINHA E EU
CIA. Dita - Fortaleza/CE
4.    CANTO PIU
Giltanei Amorim - Salvador/BA
5.    DEPOIMENTOS PARA FISSURAR A PELE
Djalma Moura - São Paulo/SP
6.    EU DANÇO SAMBARROXÉ
Joubert Arrais - Juazeiro do Norte/CE
7.    ISSO NÃO É UM ESPETÁCULO
Cláudia Müller e Clarissa Sacchelli - São Paulo/SP
8.    OS SUPERFICIAIS
CIA. Etc - Jaboatão/PE
9.    PORACÊ
CIA. Dançurbana - Campo Grande/MS
10.  PRELÚDIOS PARA DANÇAS CABOCLAS
CIA. Balé Baião - Itapipoca/CE
11.  RESILIÊNCIA FEMININA
CIA. Ponto Art - Salvador/BA                                 

Serviço

O que: 7º Festival de Dança Itacaré.
Quem: Casa Ver Arte e Comunidade Tia Marita.
Quando: 10 a 11 de setembro de 2018 – Teatro Municipal de Ilhéus.
   12 a 16 de setembro de 2018 – Centro Cultural Porto de Trás, Itacaré
Quanto: Gratuito
Curadoria e direção artística:  Coreógrafa Verusya Correia – (73) 99990.4873
Assessoria de Imprensa: Jornalista Vera Rabelo – (73) 98809.1730